Curiosidades: O que é uma Abelha Rainha

Eduardo Brilhante22 fevereiro 2018
apicultura

Por estes dias, ando um pouco ocupado, dando alimento as colmeias, para estimular a rainha.

Ocorreu-me que uma coisa assim tão banal para mim, é uma incógnita para muitos, por isso resolvi partilhar o pouco que sei sobre as minhas queridas abelhas... 

A Rainha é o único elemento da colmeia que põe ovos, chega a pôr cerca de 3000 ovos por dia!

Um bom enxame vê-se numa boa Rainha, mas o período de vida de uma Rainha é curto - do ponto de vista de um apicultor.

Um bom enxame surge quando temos uma Rainha produtiva com um a dois anos. Uma Rainha jovem e que ponha muitos ovos é sinal de muitas abelhas e de boa criação. Esse enxame terá uma produção de mel muito superior.

Rainha morta. Rainha posta.

É assim, também que funciona no "reino" da Apicultura.

Ao terceiro ano, as propriedades da Rainha são muito inferiores, e por essa razão, atualmente, substitui-se a Rainha a cada dois anos. Se temos uma rainha com mais um ano, o enxame será com certeza fraco.

Assim, marcam-se as Rainhas com uma cor, correspondente ao Ano em que nascem, para se poder identificar melhor cada Rainha e determinar a sua idade.

A Apicultura é um Mundo Fascinante.

Eu não sei nada de Apicultura, tenho todos  os conceitos teóricos, mas estou a iniciar-me na prática. Comecei há poucos anos, por curiosidade e passatempo, com apenas uma colmeia, mas agora tenho três e este ano decidi abrir um enxame, para distinguir os quadros da criação - onde nascem as abelhas, onde há quadros com pólen e outros com mel.

É preciso ser-se dedicado e passar algum tempo a observar o enxame, o que implica abrir muitas vezes a colmeia para observação.

Nesta altura do ano, em que as temperaturas estão mais baixas, não é muito favorável fazê-lo, porque com a diferença de temperaturas as abelhas perdem muitas calorias, o que enfraquece o enxame.

Para minimizar o impacto só observo o enxame, em dias de sol, ao meio-dia, altura onde as temperaturas estão mais altas.

Este ano o meu grande desafio é fazer o desdobramento, do meu enxame.

Tenho três colmeias, cada colmeia com um enxame.Tenho portanto, três enxames mas quero passar a ter seis colmeias.

Cada colmeia, pode ter dois enxames.

Comprei duas novas colmeias lusitanas, com os quadros do ninho e as meias-alças, com cera, para poder utilizar no desdobramento.

Como estimular a Rainha

Agora a minha prioridade é estimular a produção de ovos da Rainha.

Se tudo correr bem e se a minha rainha se sentir bem paparicada - e o tempo ajudar - daqui a um mês estarei em condições de fazer o desdobramento, do meu enxame de abelhas, para multiplicar a colmeias.

O desdobramento, consiste basicamente na criação de uma nova Rainha, que dará origem a um novo enxame de abelhas.

O voo Nupcial da Rainha

A nova Rainha que nascer, terá que ser fecundada, e é esta a única vez em toda a sua Vida, que a Rainha sairá da colmeia para o exterior.

É o chamado voo nupcial - o dia têm que estar quente, de preferência sol. Com essas condições favoráveis a rainha sai para o exterior.

A Rainha é acompanhada  e escoltada, pelos Zangões, que são os machos reprodutores, da colmeia.

No ar, quando o primeiro Zangão que acoplar com a Rainha, é  sinal de que a Fecundação resultou. 

A Fecundação da Rainha já se faz em Laboratório, por inseminação artificial, um processo comum, também nos seres humanos.

Fico-me por aqui, gostaram deste post?

A  Apicultura é um Mundo Fascinante, e quando nos começa a morder este bichinho...

Bem, se me responderem, pode ser que eu tire algumas fotos para vocês verem melhor como estão os quadros da minha colmeia. 

Um abraço deste apicultor experimental, que não resistiu a partilhar convosco as suas mais recentes e emocionantes aventuras, no Maravilhoso Mundo das Abelhas!

Porque afinal de contas, na vida os melhores momentos têm sempre estes dois ingredientes:

  • Partilhar
  • Descobrir

Um abraço do Eduardo !

Partilhar no FacebookPartilhar no TwitterPartilhar no LinkedInPartilhar no PinterestEnviar por email

Eduardo Brilhante

produtor biológico
Artigos relacionados que talvez lhe interessem
MENU