Como Plantar Cebola

Partilhar no FacebookPartilhar no TwitterPartilhar no LinkedInPartilhar no PinterestEnviar por email
como plantar cebola| Reforma Agrária

Uma das estrelas da nossa cozinha mediterrânea, a cebola, é indispensável na culinária nacional, quer como ingrediente, quer como condimento, em inúmeras receitas: do Bacalhau à Gomes Sá, no Minho, até ao Atum de Cebolada à Algarvia, a cebola está omnipresente na casa dos portugueses.

É uma planta do género Allium (Alium cepa), próxima dos alhos, chalotas, alho francês e do cebolinho e apesar de bienal, cultiva-se como se fosse uma planta anual.

Para saber mais sobre a cebola consulte o nosso guia de plantas de A a Z

Como Plantar Cebolas

Semente ou Muda, qual escolher?

As cebolas podem ser cultivadas a partir des sementes, mas também pode comprar mudas de cebola, muito populares nas feiras e mercados locais, e nos hortos de plantas.

A nossa sugestão é:

  • Nos primeiros anos de cultivo compre mudas de cebola numa feira ou mercado local, prontas a transplantar.
  • Nos anos seguintes utilize as suas próprias sementes.

As mudas de cebolas, que se vendem nas feiras e mercados locais, são as mais adaptadas para plantação na sua região e na época do ano em que são vendidas. Aliás, uma boa forma de saber se está na altura de as plantar, é visitar um mercado local. Se já houver à venda, mudas de cebola, então está na altura de as plantar na sua zona! 

Mudas de Cebola, à Venda num Mercado Local, Feira de Oliveirinha, em Aveiro| Reforma Agrária

Como produzir as suas próprias sementes de cebola

Produzir as suas próprias sementes, é muito simples, mas requer alguma paciência, porque tem que deixar a planta completar naturalmente, todo o seu ciclo de desenvolvimento, o que requer tempo.

Quando fizer a colheita das cebolas, deixe os melhores exemplares no solo, para completarem o seu ciclo de vida, até produzirem as sementes. 

Se cultiva cebolas apenas para auto-consumo, basta-lhe reservar duas ou três cebolas, em cada colheita, para produção da sua própria semente. 

Cada pé de cebola dará origem a muitas sementes que deve guardar até à próxima colheita

Partilhe as suas sementes

Preservar as sementes é um acto de resistência, contra a redução acelerada da nossa biodiversidade. Mas, para isso, o ideal é pesquisar e preservar as espécies vegetais locais, melhor adaptadas a cada região.
Seja um guardião de sementes, produza mais sementes do que as que necessita e partilhe-as em grupos de partilha e troca de sementes.

Quando semear e plantar

As cebolas desenvolvem-se melhor durante as estações frias.

Em Portugal, podem semear-se cebolas temporãs (variedades precoces) de setembro até outubro, ou cebolas serôdias (variedades tardias) de fevereiro até março.

E podem plantar-se, as mudas de cebola, de novembro até Abril, nas regiões temperadas, ou de março até maio nas zonas mais sujeitas a geadas.

Se vive numa região muito fria, cubra o solo com uma boa camada de folhas secas ou palha e não coloque os bolbos tanto à superfície, para os proteger do frio e sobretudo das geadas.

Também pode, em alternativa, semear as cebolas num tabuleiro ou num local provisório, com uma terra bem fofa, para depois transplantar as cebolinhas, mais tarde para um local definitivo na sua horta.

Como cuidar do cebolo 

Como Plantar

Calcule a quantidade de cebolas  que precisa para ser auto-suficiente e organize o espaço na sua horta, de acordo com as suas necessidades, tendo em atenção que a cultura de cebolas imobiliza o solo durante bastante tempo e que não deve usar a mesma terra onde plantou antes plantas da mesma família.

Um ou dois dias antes de as semear, compre as mudas de cebola ou retire as sementes para a temperatura ambiente e coloque-as numa bandeja, sobre um pano ou papel humedecido.

Tenha em atenção que a cebola é uma cultura que lhe vai ocupar o espaço durante alguns meses, embora a possa consociar com outras culturas, para rentabilizar o espaço.

Plante-as, ao fim da tarde, ou durante a manhã.

Escolha um local da horta com boa exposição solar e com um fio marque linhas, com uma distância mínima de 20cm elas. Com um sacho abra um rego pouco profundo, ao longo da primeira linha e coloque as mudas, ao longo de cada linha, mantendo uma distância de 10 a 15cm entre elas. Em seguida cubra a primeira linha com a terra que vai fazer o rego da linha seguinte. Repita este procedimento até as linhas acabarem, mantendo sempre uma distância mínima de 20cm entrelinhas e de 10-15cm entre plantas.

No final, cubra com palha ou folhas secas e regue  sem encharcar o solo.

Se cuidar bem do seu cebolo, cada muda dará origem a uma bela cebola, que poderá conservar durante um ano, para ir saboreando e repartindo com a família e os amigos. 
E como a cebola é um probiótico natural, quando oferece cebolas, cultivados de forma sustentável, está a cuidar da saúde dos seus familiares e amigos! 

Cuidados a ter

Solo

Deve escolher locais com boa exposição solar e fazer rotação dos locais de cultivo, ou seja, não plante as cebolas duas vezes seguidas no mesmo local, para evitar pragas e doenças. Se não dispuser de outro local, renove o solo e misture um pouco de composto bem curtido, para devolver-lhe os nutrientes, ou opte por fazero uma cama alta com novo solo.

Evite também plantar cebolas nos locais onde plantou antes: alhos, chalotas, alho francês ou cebolinho. Porque são plantas que retiram do solo os mesmos nutrientes.

A cebola desenvolve-se bem em qualquer solo desde que não seja ácido, mas prefere um solo solto e com boa drenagem.

Ervas

Vá retirando as ervas que crescem junto aos pés da planta, para favorecer o seu desenvolvimento, mas não precisa de ser minucioso, porque se as ervas competem por nutrientes, também ajudam a preservar a estrutura do solo e protegem a sua horta das geadas no inverno. Pode reduzir o trabalho de limpeza das ervas, intercalando rabanetes ou cenouras entre as filas de cebolas, ou cobrindo o solo com bastante pallha ou folhas secas.

Como Regar

Não precisa de regar se estiver tempo húmido. Regue apenas na fase inicial de desenvolvimento das folhas e do bolbo.

Quando as folhas das cebolas começarem a secar deixe de as regar por completo.

Alguns agricultores inclinam as folhas da planta, nesta fase, para aumentar a exposição solar.

Cebolas como cultivar| Reforma Agrária

Quando Colher

Quando as cebolas estiverem com a rama completamente seca, estão prontas a colher. 

Nessa altura, escolha um dia de sol e sem humidade, e arranque as cebolas do solo.

Depois da colheita, deve proceder à cura, ou seja deixar as cebolas a secar durante uns dias, para perderem a humidade em excesso, que as faria apodrecer. 

cambos de cebolas, como armazenar as cebolas após a colheita| Reforma Agrária

Após a Colheita - Como Armazenar

Depois da secagem, recolha as cebolas e guarde-as, penduradas num arame ou vara, em local sombrio, fresco e seco, mas com boa ventilação natural. 

Separe as cebolas mais tenras ou danificadas, para consumo imediato e reuna as restantes em molhos ou formando uma trança, com a rama bem seca para não quebrar.

As cebolas tardias, são as que se conservam melhor, porque fazem a cura com tempo mais seco. 

Se as condições de armazenamento forem as ideais, vai ter cebolas até à sua próxima colheita.

cambos de cebolas, como armazenar as cebolas após a colheita| Reforma Agrária

A forma mais ecológica de conservar as suas cebolas é, com boa ventilação natural, fazendo molhos, ou entrancando as cebolas em cambos que se penduram numa cana de bambu, ou em ripados de madeira.

Se as deixar bem curadas e as armazenar num local fresco e seco, podem conservar-se em perfeitas condições, até à próxima colheita.

E acredite, que vai poupar muito dinheiro se plantar as suas próprias cebolas, já fez as contas ao que gasta em cebolas, durante um ano?

Sabia que uma muda de cebola custa apenas alguns cêntimos e que, quando as cebolas são cultivadas no outono, é provável que nem precise de as regar?


Porque é que deve plantar as suas próprias cebolas?

Existem muitas razões para cultivar cebolas:

  • é um alimento muito usado na nossa culinária
  • em termos nutricionais é um alimento excelente, para alguns quase um medicamento
  • é uma cultura pouco exigente para quem não dispõe de muito tempo livre
  • quando cultivada de maneira tradicional, como a que se vende na maioria dos supermercados, está sujeita a tratamentos com produtos químicos de síntese, que reduzem o seu valor nutricional e aumentam a possibilidade de contaminação com minerais pesados e tóxicos para o nosso organismo.

Partilhar no FacebookPartilhar no TwitterPartilhar no LinkedInPartilhar no PinterestEnviar por email

Mariana Barbosa

Artigos relacionados que talvez lhe interessem
MENU