Tradições da Noite de Reis

Tradições do Dia de Reis| Reforma Agrária

O Dia de Reis, é um dia especial nos países de tradição cristã. O dia de reis representa a chegada dos três Reis Magos do Oriente - Melchior, Gaspar e Baltazar - para venerar o Menino Jesus.
O Dia de reis, que se celebra, anualmente, na noite de dia cinco de janeiro, marca também o encerramento da época natalícia.

E é sempre, com alguma nostalgia, que neste, ou no dia seguinte, são desmontados e arrumados o presépio e as decorações de Natal.
Também no mundo virtual, desaparecem as decorações, mais ou menos luminosas, que assinalam a Época Natalícia.

O Bolo de Reis, ou Bolo-rei

Em Portugal, celebra-se  o dia de reis com o Bolo-rei, ou Bolo de Reis, um bolo que se caracteriza pela profusão de frutos secos e frutas cristalizadas. Tradicionalmente o Bolo-rei era confeccionado, com rum ou licor, frutas secas, frutas cristalizadas, amêndoas picadas e continha sempre um pequeno brinde lá dentro, que fazia as delícias das crianças!

Além do brinde, também se escondia, dentro do bolo-rei, uma fava seca.

Os bolos actuais já não trazem, nem o brinde, nem a fava, por isso fica aqui a nossa sugestão:

- No Dia de Reis, faça jus à tradição e confeccione o seu próprio Bolo-rei, assim pode esconder a fava e um brinde lá dentro! 

Tenha o cuidado de colocar uma fava e um brinde que seja grande, o suficiente para ser detectado ao cortar a fatia de bolo.
Não era raro, antigamente, que se colocasse uma minúscula medalhinha ou um pendente de metal, que corria o risco de ser engolida ou até partir um dente.
A fava essa é bem mais difícil de passar despercebida, até porque manda a tradição que a pessoa a quem sai a fava, fica responsável por trazer o bolo-rei do ano seguinte. 

Esta preocupação, será talvez a justificação actual, para que os bolos comerciais já não tragam a fava, nem o brinde tradicional, escondidos no bolo! Mas é uma pena...porque era uma tradição muito engraçada! 

Cantar as Janeiras ou Cantar os Reis

A noite do dia 5 de janeiro é conhecida como "Noite de Reis".

Em portugal, por todo o país, era tradição sair em grupos, para «cantar as janeiras» ou «cantar os Reis», de porta em porta. Esta era uma forma, salutar de confraternizar com os vizinhos, que ficavam à porta a ouvir cantar as janeiras e por vezes até convidavam a entrar para o interior da casa, onde ofereciam alguns doces, salgados, bolo-rei, licores e vinhos...

Não era raro, apesar do frio habitual desta noite, que com tanta paragem e cantoria, entre vizinhos, a Noite de Reis se estendesse, por vezes, até à madrugada do dia 6. 

Auto dos Reis Magos 

No Dia de Reis, em muitos locais, onde havia iniciativas de teatro popular, eram representados, por miúdos ou graúdos, os autos dos Reis Magos, pequenas recriações da visita dos Reis Magos ao menino Jesus.

A Noite de Reis, para as crianças espanholas é também, segundo a tradição, aquela em que as crianças colocam os sapatinhos na janela, para no dia seguinte encontrarem os doces e presentes, trazidos durante a noite, pelos Reis Magos.

Partilhar no FacebookPartilhar no TwitterPartilhar no LinkedInPartilhar no PinterestEnviar por email

Mariana Barbosa

Artigos relacionados que talvez lhe interessem
MENU