Guardiões da Vida na Terra

Guardiões da Vida na Terra| Reforma Agrária

A chuva não convida  a sair de casa, e quando por fim nos dá uma folga, descobrimos que as ervas cresceram, cresceram, cresceram... até ao ponto de nos questionarmos, mas afinal onde é que está o que restava da minha horta de Verão?

Para agravar ainda mais a situação, os pássaros, as lesmas e outros bichinhos simpáticos, mas abusadores, parecem respigar tudo o que resta das nossas plantações de verão.

No Inverno, a horta fica triste e sem graça. E nós também!

Vamos recolher, uns espinafres, uns grelinhos, ou uma alface e só encontramos rendas de bilros! 
E nem debaixo do solo, escapam as beterrabas! 
E o pior é que, do responsável nem sinal, quer dizer, só mesmo os estragos!

Enquanto olhamos para aquele "trabalhinho", das lagartas e dos pássaros, passa um gato forasteiro - "aquele malvado, que comeu as minhas cordonizes, pobrezinhas..." - e quase o desculpamos e até nos afeiçoamos a ele, pensando que agora, que já comeu as nossas cordonizes, nos podia fazer o trabalhinho de ficar por ali... a tomar conta da nossa horta e a comer os pássaros e os ratinhos do campo, todos... Sim! - porque nos roem as alfaces.

Depois deste momento negativo e politicamente incorrecto, voltamos à realidade!

Guardiões da Vida na Terra| Reforma Agrária
Estes "terroristas" que nos invadem as hortas, estão cada vez mais confinados - pelo betão, pelos fito-fármacos, pelas águas inquinadas, pelas vias de circulação, pelo consumismo, etc... -  só lhes restam as nossas hortas e jardins, fazendo de nós uma espécie de guardiões da vida na terra.

E a realidade é que, estes "terroristas", grandes e pequenos, que nos invadem as hortas, estão de tal forma confinados:
- pelo betão, pelos herbicidas, pelos pesticidas, pelas águas inquinadas, pelas vias de circulação, pelo consumismo de bens descartáveis, e eu sei lá mais o quê... que em muitos locais, já só lhes restam as nossas hortas e quintais, fazendo de nós uma espécie de guardiões da vida na terra.

Os Guardiões da Vida na Terra, são todos aqueles, que não usando pesticidas, nem herbicidas, nem outros venenos, se dispõe a partilhar com eles o espaço, mesmo que isso signifique que - sobretudo nos meses de maior escassez - façam bastantes e aborrecidos estragos, nas nossas hortas.

Porque afinal de contas, somos humanos, e ser humano significa que somos o maior estorvo nas vidas deles.

Guardiões da Vida na Terra| Reforma Agrária

Fomos nós que criamos o betão, os herbicidas, os pesticidas, o plástico, os carros.
E também somos nós que, de formas muito egoístas, lhes modificamos o ambiente e lhes roubamos o espaço, o ar puro e a água cristalina, sempre para nosso benefício.

Ou por vezes nem isso, essa é a nossa maior estupidez!

Guardiões da Vida na Terra| Reforma Agrária

Visto assim, deste prisma tenho que admitir que os abusadores talvez sejamos nós, quando julgamos que estes "terroristas" nos estão a roubar, as hortas?! 

Guardiões da Biodiversidade na Terra - os Verdadeiros Super-Heróis!

Guardiões da Vida na Terra| Reforma Agrária

Ah! Que bom que seria, se nos transformássemos todos em Guardiões da Vida na Terra... 

Verdadeiros Super Heróis, não daqueles descartáveis e supérfluos de peluche. Comprometidos com a partilha do "nosso" espaço com as outras espécies - para além dos cães, gatos e furões.

Guardiões da Vida na Terra| Reforma Agrária

Proativos na transformação dos espaços inóspitos e sem vida, em recantos verdejantes e saudáveis - sem lixo, nem plásticos, nem fito-fámacos desnecessários.

Parece fácil?
Mas não é!
Mas é possível... com a sua colaboração!

Partilhar no FacebookPartilhar no TwitterPartilhar no LinkedInPartilhar no PinterestEnviar por email

Mariana Barbosa

Artigos relacionados que talvez lhe interessem
MENU