Colesterol - 5 Alimentos que deve incluir na sua dieta

Partilhar no FacebookPartilhar no TwitterPartilhar no LinkedInPartilhar no PinterestEnviar por email
Colesterol - 5 Alimentos que deve incluir na sua dieta | Reforma Agrária

1 - Azeite 

O azeite é uma das gorduras mais saudáveis, sobretudo para quem tem problemas de colesterol alto.

E pode usá-lo para quase tudo!

Pode substituir todas as gorduras por azeite, nos seus cozinhados, porque o azeite aguenta melhor a cozedura do que a maior parte das outras gorduras.

Apesar de não sofrer tantas alterações, quando sujeito as altas temperaturas, o azeite perde sempre algumas das suas propriedades.  Por isso, sempre que possível, use-o sem aquecer, em saladas ou adicionando-o no fim da cozedura. 

E, ainda, pode usá-lo para para barrar o pão, em alternativa à manteiga e margarinas vegetais, que  em geral são menos saudáveis.

2 - Aveia 

A aveia é um alimento excelente e barato, que deveria estar mais presente na nossa alimentação. Apesar do seu elevado teor calórico, a aveia tem um grande poder de saciar, devido ao elevado teor de fibras solúveis,  beta-glucanos, que ajudam a baixar os níveis de colesterol.  

Pode consumir a aveia com leite, ao pequeno-almoço, ou ao lanche, em substituição dos cereais matinais.

Para variar,  fazer um muesli de aveia com frutos secos e canela.

3 - Frutos Secos

Os frutos secos - noz, amêndoa, avelã, ... -  são alimentos ricos em ácidos gordos ómega-3 e outras gorduras boas para o organismo - monoinsaturadas e polinsaturadas - que favorecem o aumento dos níveis de bom colesterol (HDL) no sangue.

Mas tal como o azeite, as oleaginosas, devem ser consumidas com moderação, por causa do seu elevado teor em gordura, que contribui para o aumento de peso. 

Use como complemento, em sandes e saladas.

4 - Alho / Alho Negro 

O Alho é, entre outras virtudes, muito rico em alicina, uma substância que ajuda a reduzir os níveis de mau colesterol (LDL) e, assim, ajuda a prevenir os riscos de enfarte, pressão alta, aterosclerose e insuficiência cardíaca.

5 - Peixe: atum, a cavala e sardinha

O peixe é rico em ácidos gordos ómega-3,  essenciais para o organismo, e que este não consegue produzir, mas que estão naturalmente presentes na gordura e óleo de peixe.

Mas é importante rastrear a sua origem e modo de produção, porque o nível de poluição e o teor de substâncias contaminantes, no local onde são alimentados, podem ser nocivos para a nossa saúde e para as populações dos locais de origem.

Assim os peixes, como a cavala e a sardinha, cuja captura ocorre na nossa costa, constituem uma boa fonte de ácidos gordos ómega-3, com propriedades anti-inflamatórias, que ajudam a melhorar a circulação sanguínea e a diminuir o colesterol, evitando a formação de placas de gordura e o surgimento de coágulos que podem entupir as artérias e originar enfarte.

A importância de comer local 

Ameixa seca ao natural - 150g
Agricultura TradicionalViseu
stock1,80 €/pack
Figos secos
Produto ArtesanalBragança
stock3,50 €/kg
Nozes Franquette
DOP - Frutos secos, secados e similaresBragança
stock0,01 €/kg
miolo amendoa
Agricultura TradicionalGuarda
stock10,00 €/kg
Farinha de Castanha fumada, emb. 200g
Agricultura TradicionalPortalegre
stock6,00 €/emb
Farinha de Bolota Integral, emb. 200g
Agricultura TradicionalPortalegre
stock5,00 €/emb

Estes alimentos, são de origem local e portanto, mais seguros e sustentáveis, que outras alternativas, menos rastreáveis, quer a nível de qualidade alimentar, quer da sua pegada social e ecológica. 

Partilhar no FacebookPartilhar no TwitterPartilhar no LinkedInPartilhar no PinterestEnviar por email

Mariana Barbosa

Artigos relacionados que talvez lhe interessem
MENU