5 Boas Razões para Preferir a Agricultura em Modo de Produção Biológico

5 Boas Razões para Preferir a Agricultura em Modo de Produção Biológico | Produza Bio, Viva Bio -  Reforma Agrária
Produza BIO, Viva BIO

O volume de produtos bio comercializados, em Portugal, e na Europa, não pára de crescer e a produção bio nacional não é suficiente para a procura.

A produção agrícola em modo biológico, vulgo Agricultura Biológica, em Portugal, está muito concentrada em algumas fileiras, como a dos pequenos frutos e hortaliças.

A Agricultura Biológica, vai muito além destes produtos e existem muitos nichos de mercado completamente inexplorados, como, só para dar um exemplo, a produção de leite de cabra e ovelha, em modo biológico. 

Além disso, perante os custos crescentes e fracos rendimento da agricultura convencional, muitas pequenas e médias explorações agrícolas, questionam-se sobre as vantagens e desvantagens, de fazer a transição para uma agricultura mais sustentável, menos dependente de produtos químicos de síntese, como é o caso da Agricultura Biológica.

Mas questionam-se: 

  • Quais as Vantagens e Desvantagens da Agricultura Biológica?
  • É complicado mudar da Agricultura Convencional para o Modo Bio?
  • Qualquer terreno agrícola dá para produzir  em modo biológico?
  • Como vender os produtos biológicos?

Nós iremos mais tarde dar a nossa opinião sobre todas estas questões, com base nos contactos e no feedback que temos recebido de muitos agricultores biológicos nacionais, mas para já vamos, apenas indicar-lhe, 5 Boas Razões para a Agricultura em Modo de Produção Biológico.

Vantagens da Agricultura Biológica, para o Agricultor

1 - Enriquecimento pessoal - Aumento das suas competências.

A agricultura orgânica é mais exigente, em termos de conhecimentos agrícolas, mas também contribui para o um maior enriquecimento e satisfação pessoais. 

Aprender a respeitar e preservar o solo, prevenir em vez de curar, encontrar o  equilíbrio perfeito entre os diferentes fatores (produção, rotação de culturas, estrume ...), são desafios constantes para o agricultor, que fazem desta uma actividade extremamente criativa e enriquecedora, ao contrário da agricultura convencional que se baseia, sobretudo, na compra e aplicação de "receitas agro-químicas" - fertilizantes, inseticidas, pesticidas, etc...

2 - Mais independência  


Otimizar a sua produção agrícola através de técnicas orgânicas, saudáveis e sustentáveis, é muito mais gratificante do que depender de fornecedores de produtos químicos de síntese (fertilizantes, inseticidas, pesticidas, etc...).  

Muitos agricultores biológicos dizem-nos que quando se converteram para o modo de produção biológico, deixaram de depender de tantos insumos externos e passaram a interessar-se mais pela utilização de produtos DIY (Do It Yourself), com base nos princípios da Agricultura Biológica. 

3 - Preços de venda, no produtor, mais estáveis.  

O preço dos produtores biológicos é, por regra, mais estável do que o dos produtos não orgânicos. Assim, apesar dos custos de mão-de-obra, muitas vezes mais elevados, a agricultura biológica pode ser uma opção mais rentável, sobretudo se o agricultor optar por uma maior diversidade de culturas, e pela venda direta aos clientes, em feiras e mercados biológicos, ou através da entrega de cabazes a clientes locais, para não ficar tão dependente dos grandes intermediários.

A Agricultura Biológica produz de modo menos intensivo, mas os produtos são mais saborosos e têm muito mais qualidade - mais nutrientes e menos contaminantes -  o agricultor pode obter o mesmo rendimento que tinha antes, com uma produção em menor escala, porque vende a clientes que valorizam a qualidade em detrimento da quantidade.

5 Boas Razões para Preferir a Agricultura em Modo de Produção Biológico | Coma Bio, Viva Bio -  Reforma Agrária
Coma BIO, Viva BIO

4 - Vida mais Saudável  

O actual panorama - da agricultura, agropecuária e silvicultura convencionais - é uma séria ameaça, não só para o ambiente - secas, contaminação da água e salinização e desertificação do solo -  mas também para a saúde de todos aqueles que estão diretamente ligados a essas actividades, nomeadamente as que estão relacionadas com o uso excessivo de produtos agro-químicos.

Assim, o agricultor ao converter a sua actividade para o modo biológico, está a promover uma melhoria na sua saúde e qualidade de vida.

O agricultor biológico, na sua actividade, não contacta com tantas substâncias tóxicas, nem as administra, na água ou no solo. Resultado: beneficia a sua saúde e a dos seus trabalhadores e familiares. Além disso, ao produzir alimentos biológicos, que naturalmente irá consumir, também estará a melhorar, e muito, a sua qualidade alimentar. 

5 - Ciclo virtuoso

A agricultura biológica, faz parte de um ciclo virtuoso, em que quanto mais o agricultor exerce a sua actividade, mais cuida do solo, do ambiente e da saúde.

Pelo contrário, a agricultura convencional, baseada em químicos de síntese, cria um ciclo vicioso de empobrecimento progressivo: do solo, da qualidade água, de perda de biodiversidade e de qualidade alimentar, que é combatido com a aplicação de cada vez mais insumos e produtos químicos de síntese. 

E este ciclo vicioso tem contribuído para o enriquecimento de muito poucos, à custa da saúde e qualidade de vida de muitos de nós.

Partilhar no FacebookPartilhar no TwitterPartilhar no LinkedInPartilhar no PinterestEnviar por email

Mariana Barbosa

Artigos relacionados que talvez lhe interessem
MENU